sábado, 17 de março de 2018

Tudo O Que Mais Importa - #Resenha

Tudo O Que Mais Importa 
Naiara Aimee

Ano: 2017
Páginas: 250
Idioma: Português

Editora: Upbooks


Sinopse:

Logo após a morte da mãe, Edward Radford é levado, pelas circunstâncias impostas, a acolher em sua propriedade as pobres e órfãs irmãs McCarthy. A contragosto ele acaba cedendo, mas não se mostra nem um pouco à vontade com isso. Ao perceber que as irmãs são um incomodo para ele, Jane McCarthy, a mais velha, decide levá-las de volta a Chesterfield. Com essa ameaça iminente e a chance de perder parte de sua herança, Edward é obrigado a traçar novos planos e percebe que para ter as irmãs consigo será necessário conquistar a confiança de Jane, o que irá se mostrar uma tarefa bastante árdua, dado as fortes convicções dela, sua crença inabalável e seu gênio forte.
Esse é um romance de época que envolve não só uma linda história de amor, mas também traz o relato das dificuldades enfrentadas pelas mulheres sem proteção, da pobreza, e da praga que infectou as plantações de batatas no período de 1845 a 1849, deixando um rastro de dor e miséria.

Olá Amantes dos Livros! 

Hoje quero falar para vocês, de um livro lindo (por dentro e por fora), que li alguns dias atrás... 

Tudo o que mais importa, é um romance de época com uma caraterística diferente de todos os outros que já li, do mesmo gênero... 

É um Romance Cristão! 

Como já falei anteriormente (para ver o post, clique AQUI), tenho lido livros cristãos e me surpreendido sempre... E para você que nunca leu algo do gênero, quero esclarecer mais uma vez, que esses livros não são devocionais ou livros do tipo que te mostram uma doutrina e como segui-la. São apenas livros que independente do gênero, seja ficção, romance ou qualquer outro... Trazem-nos nas entrelinhas, algumas mensagens sobre o amor de Cristo. 

Bom, mas voltando para o livro em questão... 

A Naiara Aimee nos trás em “Tudo o que mais importa”, uma trama muito bem escrita, de um romance vitoriano. Uma composição de personagens e culturas de uma época, em que as pessoas (principalmente, as mulheres), viviam uma luta pessoal pela sua autonomia. Fazendo com que o leitor “sinta na pele”, as dificuldades da realidade social outrora vivida. 

Edward Radford é um jovem médico, que tinha dentro de sim, muitas feridas causadas por um passado de dor, decepção e revolta. E após perder a sua mãe, vê-se “obrigado” a fazer algo que considerava uma loucura, apenas para não perder o direito a sua herança. 

E é aí que ele conhece as irmãs McCarthy... 

Cinco jovens irmãs, órfãs, que enfrentam sérias dificuldades após perderem os pais e serem abandonadas e enganadas pelo irmão mais velho. 

Edward Radford mantinha o coração fechado para o amor. Nunca se permitiu apaixonar-se por mulher alguma, e pretendia ser um homem solteiro pelo resto de sua vida. 

Jane (a mais velha, entre as irmãs McCarthy), tinha um coração puro e cheio de Fé, era temente a Deus e acreditava na bondade das pessoas. Batalhava muito para proporcionar uma vida digna para as irmãs e sonhava em conseguir um bom casamento para todas elas (essa era meio que, “a meta de vida” das mulheres da época). 

“- Não acho que o senhor seja um lobo. (...)
- Ah, não?
- Não. O senhor é apenas uma ovelha que se perdeu no caminho, mas finge ser um lobo para sobreviver.” 

Edward acredita ter no sangue, a tendência para a violência, falta de caráter... E o desejo permanente de sua única chance de vingança, preenche sua mente e seu coração. 

Muitas coisas acontecem na vida dos protagonistas, mas também nas dos personagens secundários, acrescentando grande valor a toda a trama. 

Um misto de sentimentos bons e ruins... Alegrias e decepções nos encantam e nos surpreendem, e a mensagem de fé, esperança e amor verdadeiro é passada de uma forma que emociona o leitor. 

“- Acha mesmo que sou capaz de fingir isso? – Ele riu sem humor. – Então me considere o melhor ator do mundo, Jane, se tenho controle sobre as batidas do meu próprio coração.” 

Quanto à edição, confesso que é mais um daqueles que... “me apaixonei” pela capa rsrs... A diagramação é linda. Mais uma vez parabenizo a UPBooks pelo belíssimo trabalho. 

Quanto à revisão, encontrei alguns erros ortográficos, nada que tenha prejudicado a leitura, mas mesmo assim, falei com a editora e tive o retorno de que a segunda tiragem já saiu totalmente revisada. 

Bom, fico por aqui! E como vocês já devem ter percebido, não costumo “narrar” muitos detalhes da trama, prefiro me ater à minha opinião sobre a mesma... E os detalhes, ficam mais interessantes quando você mesmo realiza a leitura 😉

Para adquirir o livro - Aqui 
Tudo O que Mais Importa no Skoob - Aqui