quarta-feira, 30 de março de 2016

Resenha - Reflexões de um sujeito à toa

Autor: Adhemyr Fortunatto
Ano: 2013
Páginas: 139
Editora: Usina de letras


Sinopse
Um dia, após ler um livro, ansiei pela busca da liberdade completa. E tratei de a andar à toa. E sozinho.
Conclui, afinal, que somente uma dose diária de caminhada, de bom humor e ironia (E de leitura)nos faz aturar os homens.
Por isso sou uma pessoa que gosta de andar à toa.
E quando me canso, sento em qualquer lugar que encontro, sem qualquer cerimonial.
E leio, leio... Mas também observo.
E como observo...


Um livro que nos trás as reflexões de "um sujeito à toa", que ansiava pela busca da liberdade completa, e em "pequenos grandes" textos, revela uma variedade de sentimentos, nos permitindo vivenciar cada momento descrito e refletir sobre eles.


O livro é dividido em "Fatos do cotidiano" e "Fatos do subconsciente"... Contados através de pequenos textos de variadas situações, com uma boa dose de bom humor, ironia e sentimentos.

Da primeira parte irei destacar ...

"A mensagem do Encanto"


Uma mensagem de texto não enviada, salva em rascunhos e que determinou o início de uma grande história de amor.


Da segunda parte - Fatos do Subconsciente (O "Eu Profundo"), irei destacar...

"Obrigado por existir"


Texto repleto de sentimentos e romantismo, que mostra uma prece à Deus para  permissão de ouvir seu amor, ou pelo menos vê-lo e saber que existe.E termina com uma frase de uma música muito famosa, que irei aproveitar e deixar um vídeo aqui ;)

"Como é grande o meu amor por você!"


"Quote"

Uma leitura bem fluída, espontânea e reflexiva. Que muitas vezes deixa o leitor pensativo e imerso em si mesmo.
Para conhecer um pouco mais sobre o trabalho do autor Adhemyr Fortunatto e adquirir seu livro, é só acessar o blog oficial.

Mércia Machado