segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Clarice - Resenha

Clarice... Um romance que trás um misto de realidade e fantasia. O início do livro nos mostra Clarice no ápice de sua carreira e com um "trunfo" nas mãos, que iria abalar  "todos os fracos e finos alicerces da república", prestes a entrar em cadeia nacional no rádio e na tv, rodeada por repórteres, Clarice volta no tempo através de suas memórias, e daí passamos a conhecer como "Clarice se tornou Clarice" e como um acontecimento do passado, trouxe marcas não apenas para sua vida, mas também para de suas antecedentes e o lugar que moravam, afetando todos que ali viviam.
Um querubim se deitou com uma mortal sob um pé de jatobá, e desse amor proibido, surgiu a maldição dos Araújo - família da Clarice -, geração após geração só nasciam mulheres, e donas de uma beleza fascinante, que atraíam todos os homens para si, porém não era uma linhagem que qualquer homem poderia possuir, nessas mulheres corriam sangue de querubim e Clarice era a última descendente da família a possuir as últimas gotas desse sangue...
Como se isso não bastasse, a chuva por rancor ao que aconteceu em baixo daquele pé de jatobá, decidiu que jamais voltaria a deixar suas águas molharem aquela região, e essa história a Clarice ouvia de sua avó desde que "se entendeu por gente", e peguntava...
Fonte: Google
"...Mas como pode vó, a chuva não é viva, é? 
- (..) tudo na terra é vivo, tudo tem o seu saber e seu próprio entendimento."

A Clarice foi uma das únicas Araújo que saiu da cidade, aquele lugar já não era suficiente para ela. E foi aí que várias coisas aconteceram na vida da bela jovem.
"No dia que Clarice deu o primeiro berro para encher os pulmões de ar, Clara soltou o último suspiro para que a filha pudesse respirar devidamente e ali nascia a primeira Araújo que sairia de Novo Oriente, a primeira Araújo que veria a chuva e a última a carregar em seu corpo a herança do querubim."
A partir desse momento o autor nos mostra realidades de nosso país, como problemáticas em meio ao mundo político e também aborda assuntos como prostituição e tráfico sexual infantil.
Durante toda a trama a protagonista cresce de uma maneira bem perceptível ao leitor, e junto com ela outros personagens também se tornam essenciais para o desenrolar da trama. Dentre eles podemos conhecer a "Joana Critério" conhecida como a maior cafetina de Fortaleza e Dr. Homero, grande poeta da capital e eterno apreciador de Dante Alighieri - foi a porta para a liberdade da Clarice, a liberdade advinda do conhecimento -, e outros que apesar de não serem aqui citados por mim, mas não se tornam menos importantes.
"Foi neste momento que ela percebeu o bem que o conhecimento poderia fazer, não o conhecimento inútil, mas o conhecimento verdadeiro."
Clarice usou a liberdade para adquirir o maior conhecimento possível e quando sentiu-se preparada, abriu as portas para viver em uma nova sociedade, onde por sua inteligencia e beleza, foi requisitada para assumir um cargo político, tornando-se assim "a deputada mais votada de toda a história da jovem república".

E após alguns acontecimentos, voltamos ao começo, onde iniciei a resenha...

Sinopse

Este livro conta a história de um querubim que se deita com uma mortal debaixo do pé de um jatobá. O fruto do amor proibido é a maldição em cima da família que a partir daquele momento em diante somente teria as mais belas mulheres. Há também a rixa com a chuva, que não aprovou o romance e resolveu não mais chover na cidade imaculada, Clarice é última descendente desta maldição familiar e acaba passando por várias situações bem complexas mostrando um retrato do nosso país.

Adquiri o eBook na Amazon, onde o autor Paulo Souza o havia inscrito para o prêmio Kindle. O livro foi retirado da plataforma porque segundo o Paulo, está com previsão de ser lançado em formato físico em breve (Boa sorte Paulo!).
O livro é pequeno, na versão editada conta com apenas 112 páginas, porém achei bastante rico em conteúdo. O Paulo tem uma escrita fluída e teve um trabalho de caracterização de seus personagens bem positivo, gostei bastante da protagonista por ter uma personalidade um tanto quanto complexa, mostrando o seu "passado e futuro" e trazendo uma combinação entre os acontecimentos e a personalidade da mesma que estava sempre em crescimento dentro da história. Uma personagem marcante também é a chuva -  isso mesmo, a chuva - que por sua "personalidade forte", após ser desafiada, acabou tendo seus momentos de destaque em vários pontos do livro.

A capa do livro é simples, porém bem original, desenhada pelo próprio autor (adoro desenho e esse foi um ponto bem positivo para mim😏), gostei bastante do enredo, das temáticas abordadas e da narrativa original, só acrescentaria algumas páginas ou um novo livro, acredito que o final apesar de ser claro, ainda deixa pontos para uma continuação.


Paulo Souza, além de escritor também é blogueiro, mais conhecido como Paulinho e pelos leitores do blog como Sr. Ponto.Tem 27 anos, é gerente de projetos, leitor voraz, e adora cozinhar.

Após 3 anos de atividades no blog, o Paulo criou um eBook de contos.

"Escolher os contos foi uma tarefa difícil, mas selecionei os cinco que mais mostram a minha maneira de escrever e de contar histórias, se você gostar vá até o blog e veja outros, tenho um acervo bastante eclético que varia do suspense à comedia erótica."


Para conhecer mais sobre o Paulo é só visitar seu blog, lá além de encontrar os contos por ele escritos, vocês ainda podem conhecer as críticas dos livros lidos por ele e pela Ana que junto com o Paulo, compõe a equipe do Ponto.
Para adquirir o eBook na Amazon